Disciplinas‎ > ‎

Práticas Escolares, Diversidade, Subjetividade

Objetivos
O curso objetiva discutir temáticas do cotidiano escolar relacionadas às práticas escolares, enfatizando os matizes sociais, institucionais e grupais na constituição da subjetividade, dos processos de socialização, e das continuidades e descontinuidades entre cognição/afetividade e igualdade/equidade.
Para tanto, abordar-se-á teorias psicológicas que articulem as práticas escolares aos processos de ensino, de aprendizagem e da organização da instituição escolar, respeitando as diferenças entre educandos e educadores, e focando os aspectos relacionais e a resolução de conflitos como eixos fundamentais do trabalho docente.
 
Docente(s) Responsável(eis)

1465050 - Maria Izabel Galvão Gomes Pereira

2088562 - Silvia de Mattos Gasparian Colello

1793053 - Valeria Amorim Arantes de Araujo
 
Programa Resumido
A disciplina parte da análise das práticas escolares e recorre a elementos da psicologia que permitam enriquecer a compreensão sobre o sentido das condutas individuais e coletivas (intelectuais, afetivas e éticas) dos educandos. Situando essas práticas no contexto de universalização da escola básica, o curso problematiza as mutações que esse processo impõe às relações interpessoais e aos sentidos atribuídos à escola, tendo em vista a diversidade crescente dos públicos escolares.
 
Programa
- Modelos psicológicos do desenvolvimento humano;
- Educação, afetividade e cognição;
- O papel do professor e as complexas relações escolares;
- Psicologia, educação e temas contemporâneos;
- A resolução de conflitos e a construção de valores;
- Diversidade, subjetividade e práticas escolares.
 
Avaliação
     
Método
Aulas expositivas, seminários, análise de textos.
Critério
- Provas ou trabalhos escritos;
- Seminários temáticos.
Norma de Recuperação

 
Bibliografia
     

Arantes, V. A. (org) Afetividade na escola: alternativas teóricas e práticas. São Paulo: Summus, 2003.
Arantes, V. A. (org). Inclusão escolar: pontos e contrapontos. São Paulo, Summus, 2006.
Araújo, U.F. Temas transversais e a estratégia de projetos. São Paulo: Moderna, 2003.
Aquino, J. (org) Indisciplina na escola: alternativas teóricas e práticas. São Paulo: Summus, 1996.
Aquino, J. (org). Diferenças e preconceito na escola: alternativas teóricas e práticas. São Paulo: Summus, 1998.
Colello, Educação e Intervenção escolar, Revista Internacional D’Humanitats 4, www.hottopos.com
Coll, C. et al. Desenvolvimento psicológico e educação. Porto Alegre: Artes Médicas, 1995.
Galvão, Izabel. Conflitos no cotidiano escolar. In Carvalho, José Sergio. Educação, cidadania e direitos humanos. Petrópolis: Vozes, 2004
La Taille, Y. et al. Piaget, Vygostsky e Wallon: teorias psicogenéticas em discussão. São Paulo: Summus, 1992.
Leite, S. & Oliveira (orgs.). Educação, psicologia e contemporaneidade: novas formas de olhar a escola. Taubaté: Cabra, 2000.
Ludke, M. & André, M. Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. São Paulo: EPU, 1986. Macedo, L. Ensaios pedagógicos: como construir uma escola para todos? Porto Alegre: Artmed, 2004.

Oliveira, M. K. et al. (orgs). Psicologia, educação e as temáticas da vida contemporânea. São Paulo: Moderna, 2002.
Puig, J.M. A construção da personalidade moral. São Paulo: Ática, 1998.
Sastre, G. & Moreno Marimón, M. Resolução de conflitos e aprendizagem emocional. São Paulo: Moderna, 2002.
Schnitman, D. F. (org). Novos paradigmas, cultura e subjetividade. Porto Alegre: Artmed, 1996.
Schnitman, D. F. & Littlejohn, S. Novos paradigmas em mediação. Porto Alegre: Artmed, 1999.
Weisz, T. O diálogo entre o ensino e a aprendizagem. São Paulo: Ática, 2002.